Petrobras utiliza realidade virtual para monitoramento e educação ambiental

Petrobras utiliza realidade virtual para monitoramento e educação ambiental

Qualquer pessoa já pode caminhar por trilhas no meio da Caatinga e da Mata Atlântica sem sair de casa.

Já é possível proporcionar a sensação de presença em trilhas no meio da caatinga e da mata atlântica, através de recursos gráficos 3D, imagens 360 graus e drones. No mês do meio ambiente, celebrado em junho, a Petrobras proporciona essa experiência graças aos projetos desenvolvidos ou apoiados pela empresa para a utilização de realidade virtual para preservação e reflorestamento de biomas. Esse ambiente pode ser acessado não só por técnicos que o utilizam como ferramenta de trabalho, mas também pela população em geral, no sentido de agregar conhecimento e estimular a educação ambiental. A Petrobras investe em projetos e ações para ampliar o conhecimento, conservação e recuperação da biodiversidade.
 
O Caatinga 360 (https://projetocaatinga.ufersa.edu.br/caatinga-360/) é uma plataforma digital multimídia que permite ao usuário acesso a uma visita imersiva, virtual e interativa em três tipos de vegetação conservados do Bioma Caatinga na Região do Oeste Potiguar, em dois períodos distintos (seco e chuvoso). O sistema foi criado para propiciar uma alternativa não presencial de comparação de área preservada a ser utilizada no monitoramento de áreas em processo de recuperação ambiental. Além disso, permite o acesso virtual a áreas preservadas, que tradicionalmente possuem acesso presencial dificultado e uso bastante restrito. A ferramenta foi desenvolvida pelo Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Petrobras (Cenpes), em parceria com a Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), Fundação Guimarães Duque (FGD) e a Empresa Mapeio Inovação e Tecnologia.
 
De acordo com o Diretor de Transformação Digital e Inovação, Nicolas Simone, “a tecnologia é uma grande aliada na aproximação das pessoas com o meio ambiente, transpondo barreiras físicas, permitindo visitas virtuais em lugares de difícil acesso e despertando em todos a importância da preservação. Por meio de iniciativas como essas, a Petrobras reforça seus compromissos com a sustentabilidade, desenvolvendo projetos socioambientais que geram impacto transformador para a Companhia e para a sociedade”.
 
Já o Projeto Guapiaçu (https://www.projetoguapiacu.com/) lançou o tour virtual pela Reserva Ecológica de Guapiaçu, no município de Cachoeiras de Macacu, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. O passeio permite que os visitantes realizem trilha pela Mata Atlântica, com direito a guia especializado e diversas informações sobre fauna, flora e tudo o que faz parte deste bioma. Mesmo de casa, quem estiver no trajeto virtual ouvirá os sons da mata e de seus habitantes, principalmente os pássaros. Com o patrocínio da Petrobras e do Governo Federal, o projeto já atingiu mais de 26 mil pessoas com atividades de educação ambiental e restaurou 160 hectares de áreas degradadas, com o plantio de 300 mil mudas de espécies nativas. Os projetos socioambientais da Petrobras são selecionados de forma transparente e geram impacto transformador.

Geral