Prefeito Vinicius Claussen representa Teresópolis no movimento do setor de TI da Região Serrana

Prefeito Vinicius Claussen representa Teresópolis no movimento do setor de TI da Região Serrana

Serratec completa dois anos, apresenta resultados do primeiro ciclo de gestão e empossa novo presidente

Neste mês de junho, o Serratec – Parque Tecnológico da Região Serrana completa dois anos de fundação. A ocasião também marca o encerramento de um ciclo de gestão e o início de outro. Para celebrar a data, apresentar os resultados e fazer a transição, o Serratec realizou, na última sexta-feira (11), um evento online reunindo sua diretoria, empresas associadas, instituições-membro de seu Conselho Consultivo e parceiros estratégicos. O secretário de Ciência e Tecnologia de Teresópolis, Vinicius Oberg, representou o Prefeito Vinicius Claussen, que é conselheiro da instituição, na reunião.

“A Prefeitura de Teresópolis, por meio da nossa Secretaria, possui um acordo de cooperação com o Serratec para o desenvolvimento tecnológico da Região Serrana. Um dos resultados dessa parceria é a formação de jovens para o segmento. Com os alunos que vão se formar agora em agosto, teremos mais de 10 profissionais formados em programação pela Residência em TIC/Software, oferecido gratuitamente pela instituição”, frisa o secretário de Ciência e Tecnologia, Vinicius Oberg.

Paulo Alvim, Secretário de Empreendedorismo e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – MCTI, Diônes Lima, Vice-presidente da Softex, Julio Talon, Presidente da Firjan Serrana e da GE Aviation, também participaram do encontro virtual. No evento, o Serratec lançou o mini documentário “20 anos em 2”, que conta, por meio de depoimentos, uma parte da história do movimento, e pode ser acessado em http://bit.ly/Serratec20em2.

Com a mudança da gestão, o empresário Marcelo Carius, CEO da Neki IT, deixa a presidência, passando a ser assumida pelo empresário Guilherme da Motta Alves, CEO da t2m, que já integrava a diretoria da instituição. Carius passa a ocupar a Vice-Presidência de Operações do Serratec e os demais diretores se mantêm no Comitê Executivo.

Serratec

Criado em 12 de junho de 2019 como instituição privada, sem fins lucrativos e de interesse público, desempenha o papel de fomento do arranjo produtivo do setor de Tecnologia da Informação (TI) da Região Serrana do Rio de Janeiro, tendo como pilares as cidades de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo.

Embora jovem como instituição, o Serratec é o amadurecimento de esforços pregressos, que tiveram início com o movimento Petrópolis-Tecnolópolis, há 20 anos, em confluência com a instalação, em Petrópolis, do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC- MCTI), revelando a vocação da região para o segmento de tecnologia e da computação científica. Reconfigurado, o Serratec passou a ser liderado pelo setor empresarial, congregando também universidades, centros de pesquisa, instituições governamentais e agências de fomento, porém com um caráter mais executivo para o desenvolvimento do arranjo produtivo.

Atualmente, o setor conta com 170 empresas, que empregam cerca de três mil funcionários e uma movimentação de aproximadamente R$ 550 milhões/ano nas três cidades principais. Dentre elas estão a Orange, empresa mundial do setor de telecomunicações, a Alterdata, uma das 200 maiores empresas de tecnologia do país (segundo Info Exame), além de diversas outras que nasceram ou foram atraídas para a região e desenvolvem projetos estratégicos em todo o Brasil e no exterior.

Programa de Qualificação Profissional

O Serratec encerra este primeiro ciclo de gestão com a consolidação da implantação da Residência em TIC/Software, um programa estruturante de qualificação profissional por imersão, gratuito para quem participa e que está transformando a vida de centenas de pessoas. Operado pelo Serratec com diferentes parceiros, dentre eles a Firjan/Senai, universidades, empresas de TI da região, a Softex e o MCTI, é um programa que alia capacitação técnica e impacto social.

Entre os objetivos da iniciativa está formar profissionais em desenvolvimento de software, aumentando a oferta de capital humano qualificado na área de tecnologia, com vistas a apoiar o crescimento das empresas serranas e atrair novos empreendimentos para a região. Além disso, o programa visa ampliar o acesso, principalmente às pessoas que têm menos oportunidades, à carreira profissional em um dos mercados que mais cresce no mundo, o de tecnologia.

Desde 2019 a agosto de 2021 – quando será concluída mais uma turma -, o programa terá formado cerca de 350 novos desenvolvedores, da meta de 1 mil novos profissionais de TIC para a região, até 2022. O índice de contratação imediata desses profissionais qualificados supera 70%, desdobrando em uma injeção de mais de R$ 4 milhões/ano em poder de compra nos municípios envolvidos, com os empregos gerados.

Credibilidade e Desenvolvimento Regional

No período, o Serratec acumula também mais de R$ 4 milhões de capital direto investidos, considerando infraestrutura de sua sede em Petrópolis e os projetos estruturantes, além de um retorno de mídia mensurado em quase R$ 2,5 milhões. Tudo isso soma mais de R$ 10 milhões em investimentos diretos e indiretos, nos últimos dois anos, além do atingimento de mais de 10 milhões de pessoas por meio da mídia gerada – segundo dados analíticos da Info4, empresa do arranjo especializada em inteligência competitiva.

“Quando retomamos o movimento, iniciando o ciclo em 2019, o que trazíamos de maior era a vontade de construir um ecossistema sólido, baseado no coletivo, que convergisse os esforços e, assim, potencializássemos nossos recursos e resultados. Hoje conseguimos enxergar resultados satisfatórios, embora ainda seja pouco para o que a gente pode e vai fazer. Mas já desfrutamos de credibilidade e autoridade que têm nos permitido alçar novos voos, atrair investimentos e evidenciar nossa capacidade de gerar soluções e propriedade intelectual, fortalecendo a nossa região, o interior do estado e não apenas a capital. Com o fortalecimento do e cossistema, vamos ganhando cada vez mais musculatura e avançando”, destaca Marcelo Carius.

O novo presidente do Serratec, Guilherme da Motta Alves, destaca que os pilares já traçados, de qualificação profissional, geração de novos negócios e infraestrutura serão continuados no próximo ciclo de gestão. “São os pilares que construímos juntos porque entendemos serem estratégicos para o desenvolvimento do setor de TI da nossa região. Temos trabalhado neles desde que fundamos o Serratec e continuaremos, juntos, dando foco a essas diretrizes”.

O programa Residência em TIC/Software do Serratec está com inscrições abertas até 27/06 para as turmas do ciclo 2021.2, para Petrópolis, Teresópolis e cidades vizinhas. Para se inscrever, acesse o site http://serratec.org/residencia-de-software.

PREFEITURA DE TERESÓPOLIS – ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Tel.: (21) 2742-3352 ramal 260

E-mail: comunicacao@teresopolis.rj.gov.br

Teresópolis