Influenciado por exterior, dólar fecha no maior valor em duas semanas

Influenciado por exterior, dólar fecha no maior valor em duas semanas

Bolsa caiu no dia, mas encerrou semana em alta

Influenciado pelo retorno do pessimismo no exterior, o dólar superou a barreira de R$ 5,35 e encerrou esta sexta-feira (21) no maior valor em duas semanas. A bolsa de valores teve forte queda durante quase todo o dia, mas recuperou-se perto do fim da sessão e fechou próxima da estabilidade, com pequeno recuo.

O dólar comercial fechou o dia vendido a R$ 5,353, com alta de R$ 0,076 (+1,44%), no maior nível desde 5 de maio (R$ 5,365). A cotação subiu durante quase toda a sessão e encerrou próxima da máxima do dia.

Essa foi a segunda semana consecutiva de valorização da moeda norte-americana. A divisa subiu 1,58% na semana, mas acumula queda de 1,4% em maio. Em 2021, o dólar acumula alta de 3,16%.

No mercado de ações, o dia também foi marcado pelo pessimismo. O índice Ibovespa, da B3, encerrou a sexta-feira aos 122.592 pontos, com pequeno recuo de 0,09%. Apesar da volatilidade nos últimos dias, o indicador acumulou alta de 0,55% na semana.

Após um dia de trégua internacional, o mercado financeiro global voltou a ser afetado nesta sexta-feira pelos receios de que o Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano) retire os estímulos concedidos durante a pandemia de covid-19 e comece a aumentar os juros da maior economia do planeta em 2022. Juros mais altos em economias avançadas pressionam países emergentes, como o Brasil.

* Com informações da Reuters

Edição: Fábio Massalli

Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil* – Brasília

Economia