Parque Montanhas de Teresópolis inaugura nova trilha com quatro pontes na sede Pedra da Tartaruga  

A maior unidade de conservação de proteção integral criada por um município no Estado do Rio de Janeiro, desde o último sábado, 1º de agosto, o Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis conta com nova trilha na sede Pedra da Tartaruga, com acesso pelo bairro Granja Florestal. Destaque para 4 pontes de madeira e que permitem aos trilheiros se encantarem com a exuberância da floresta e se deslumbrarem com a vista panorâmica de várias montanhas.

Com guarda-corpo, uma das pontes permite aos visitantes se deslumbrarem com a vista. Fotos: © Bruno Nepomuceno e Sidney Pontes

“A trilha foi construída com técnicas de manejo internacional, sem custos para os cofres públicos, e é um presente de aniversário para o Parque Municipal, que no dia 6 de julho completou 11 anos de criação. Ela recebe o nome do poeta e ambientalista Vidocq Casas. Ele foi servidor da Prefeitura e criador da Área de Proteção Ambiental da Pedra da Tartaruga, onde hoje temos o maior parque municipal do Brasil. É uma honra fazer essa homenagem a um homem visionário, que sempre lutou pela preservação da natureza”, pontuou o Prefeito Vinicius Claussen.

Os filhos do ambientalista Vidocq Casas, falecido em outubro do ano passado, Liliane Xavier e Vidocq Casas Filho, e a neta Giulia Caminha representaram a família do homenageado no lançamento da nova trilha. “De coração aberto agradeço ao Prefeito Vinicius pela iniciativa. É o reconhecimento de um trabalho de muitos anos de meu pai, que foi ecologista, poeta e pintor. Ele não nasceu em Teresópolis, mas tinha um amor profundo pela cidade e sempre mostrou o valor da natureza. Todas as áreas de preservação ambiental do município foram criadas por ele, na visão de preservar essas áreas e seus ecossistemas para as gerações futuras”, Liliane destacou. Ela e a irmã, Cássia Cristina Cunha, presidem o Movimento Conservacionista Teresopolitano (MCT), entidade civil de utilidade pública de proteção ao meio ambiente e aos direitos humanos fundada por Vidocq Casas há 45 anos.

Com 2,5km quilômetro de extensão (ida e volta), a nova trilha é classificada como de classe 3, com grau de dificuldade de fácil a moderado. Tem cerca de 113 metros de desnível e quatro pontes, a maior delas com 42m de extensão. Uma delas segue entre campo e floresta até um mirante, onde o visitante pode identificar o formato da montanha como sendo o de uma tartaruga.

“A partir deste fim de semana, o acesso às duas sedes do Parque Municipal Montanhas de Teresópolis, a da Pedra da Tartaruga, na cidade, e de Santa Rita, no interior, será controlado, com entrada limitada a 800 pessoas por vez, com o uso de máscara. É uma forma de manter o distanciamento e a segurança do usuário neste período de pandemia”, informa o secretário municipal de Meio Ambiente, Flavio Castro. Informações podem ser obtidas pelo telefone (21) 2741-2234.

Investimentos

Em 2020, o Parque Municipal recebeu significativo investimento desde sua criação, em julho de 2009. Entre as novidades, está o recebimento de equipamentos específicos e medicamentos para a implantação de consultório médico veterinário, destinado aos cuidados dos animais silvestres resgatados na área do parque. Também foi recebido um veículo, comprados uniformes e contratados 7 funcionários, além da construção da Trilha Vidocq Casas.

“São conquistas garantidas com a utilização de recursos na ordem de R$ 100 mil, resultado de um termo de ajustamento de conduta firmado entre o Ministério Público com a construtora Inova Engenharia, para compensação ambiental. É um investimento significativo na melhoria dos atrativos e de infraestrutura do parque municipal, cada vez mais preparado para melhor atender os visitantes e oferecer uma experiência prazerosa e segura no contato com a natureza”, relatou Flavio Castro.

O parque

Com uma área de 4.397 hectares, o Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis  está situado na região noroeste de Teresópolis, parcialmente inserido no 1º e 2º Distritos e fazendo limite com os municípios de Petrópolis e São José do Vale do Rio Preto. Possui duas sedes: a da Pedra da Tartaruga, com acesso pelo bairro Granja Florestal, na área urbana, e de Santa Rita, no 2º Distrito, zona rural do município.

Tem em seu território uma imponente cadeia de montanhas onde se destacam os afloramentos rochosos como as pedras da Tartaruga, do Camelo e de Santana. A unidade de conservação também protege muitas nascentes e importantes remanescentes florestais, que abrigam significativas espécies da fauna e flora do bioma Mata Atlântica, na região.

Assessoria de Comunicação – Prefeitura de Teresópolis