Diário G1 seu portal de notícias
Foto: ©MarcosCorrêa/PR

“Saúde e comida na mesa andam juntos”, afirmou presidente

Publicado Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O presidente Jair Bolsonaro se reuniu hoje (14) com o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, e empresários para tratar das questões econômicas em meio à pandemia de covid-19 no Brasil. Os ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Casa Civil, Walter Braga Netto, também participaram da reunião virtual, a partir do Palácio do Planalto.

Bolsonaro ouviu pedidos pela reabertura do comércio e disse que, se dependesse dele, o país adotaria o isolamento vertical, ou seja, apenas de pessoas do grupo de risco da covid-19, como idosos e portadores de comorbidades.

(Brasília - DF, 14/05/2020) Videoconferência com Paulo Skaf, Presidente da Federação das Indústrias do estado de São Paulo - FIESP; e empresários.
Foto: Marcos Corrêa/PR

Presidente Jair Bolsonaro faz reunião virtual com presidente da Fiesp e empresários – Marcos Corrêa/PR

“Reunião virtual com os maiores empregadores do Brasil. O cenário é preocupante. Uma economia devastada afetará diretamente na saúde. Se verdadeiramente prezamos pela vida e bem-estar, devemos evitar um desastre ainda maior que o vírus. Saúde e comida na mesa andam juntos!”, escreveu Bolsonaro em seu perfil no Twitter, após a reunião.Jair M. Bolsonaro@jairbolsonaro

Reunião virtual com os maiores empregadores do Brasil. O cenário é preocupante. Uma economia devastada afetará diretamente na saúde. Se verdadeiramente prezamos pela vida e bem estar, devemos evitar um desastre ainda maior que o vírus. Saúde e comida na mesa andam juntos!

Ver imagem no Twitter

39,4 milInformações e privacidade no Twitter Ads14,8 mil pessoas estão falando sobre isso

Autoridades de saúde orientam a população e os governos a adotar as medidas de isolamento e distanciamento social como forma de prevenção à disseminação do novo coronavírus. Como ainda não há vacina nem remédio, comprovado cientificamente, contra a covid-19, a orientação visa a frear a transmissão do vírus para evitar que os sistemas de saúde fiquem sobrecarregados e consigam atender a todas as pessoas que venham a ficar doentes.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira